Retrospectiva: Sentimentos e Caminhos

Samuel Cavalcante - Consultor e Trainer na K21

Este post não tem tags.

Compartilhe:

É grande o número de pessoas que reclamam da falta de engajamento da equipe nas retrospectivas.

O papel do facilitador na cerimônia é guiar os participantes aos resultados desejados. Ajudá-los a criar, entender e aceitá-los. Portanto, também é dever do facilitador ser criativo.

O modelo “Pontos Positivos”, “Pontos Negativos” e “Melhorias” não motiva mais nem o próprio Scrum Master.

Criemos nós, então, novas maneiras de fazer retrospectivas. É com este princípio que criamos dinâmicas contextualizadas.

Neste post apresentarei a retrospectiva “Sentimentos e Caminhos”.

Não consegue ler o artigo agora? Dê o play e ouça!

“Construir projetos ao redor de indivíduos motivados. Dando a eles o ambiente e suporte necessário…” – Manifesto Ágil

Contexto

Estávamos, Lula e eu, em um time que passou por muitas experiências diferentes em um curto período de tempo.

Percebi que existiam sentimentos variados no ar, e vi a necessidade das pessoas pensarem no time e em como estas estão se relacionando e lidando com os sentimentos uns dos outros.

“Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas” – Manifesto Ágil

A atividade

Passo 1

O primeiro passo é pedir para todos os participantes colocarem os sentimentos deste período em post-its. Um post-it por sentimento.

Conforme os post-its vão sendo colados, nós, facilitadores, vamos agrupando os sentimentos parecidos no topo do quadro.

Retrospectiva: Sentimentos e Caminhos
A facilitação visual é um passo importante para o engajamento dos participantes. Desenhos simples como círculos em volta dos grupos de post-its, ou mesmo um ícone que represente a palavra “sentimentos” são sutis, mas geram uma boa motivação

Passo 2

No passo seguinte, desenhamos os membros do time na parte de baixo do quadro. Alguns palito-men mal desenhados garantem umas boas risadas.

Entre o time e os grupos de sentimentos desenhamos caminhos e pedimos para em duplas ou trios os participantes colocarem em post-its menores quais foram as ações ou eventos que nos levaram àqueles sentimentos.

Retrospectiva: Sentimentos e Caminhos
Os resultados geralmente são interessantes. Aparecem tanto eventos marcantes para todos quanto ações isoladas que afetaram individualmente um ou outro membro do time das quais poucos tinham conhecimento.

Passo 3

Passamos a partir daí a um bate-papo, refletindo em conjunto sobre quais destas ações/eventos foram as mais importantes, e traçando possíveis planos de ação.

Durante a execução da retrospectiva, inspeção e adaptação são as palavras-chave para o sucesso da facilitação.

“Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo.” – Manifesto Ágil

Geralmente as pessoas saem energizadas desta atividade e várias fichas caem durante ela. Comportamentos desejados são fortalecidos, e indesejados desincentivados.

Uma boa atividade para entender como usar os sentimentos para atingir melhores resultados como equipe.

E aí, gostaram?

Aproveite e baixe o e-book de Retrospectivas Ágeis

Confira outras Retrospectivas para fazer com seu time:

Retrospectiva “Esquema Tático”, ou a famosa “Prancheta do Tite”
Retrospectiva Drucker
Retrospectiva: Documentação Abrangente X Comunicação Eficaz
Feedbacks Horizontais com Speedwraps

Sobre o autor(a)

Agile Expert e Trainer na K21

Agile Expert e Trainer na K21, Samuel é Engenheiro de Computação e Especialista em Engenharia de Sistemas. Descobriu ser apaixonado por trabalhar com pessoas, comunidades e cultural organizacional. Atuou em várias áreas destacando-se como professor universitário, analista em educação no Senac e até mesmo como empreendedor em startups, sempre aplicando conceitos de agilidade. Em 2013 mudou a carreira para atuar como Scrum Master, desenvolvendo competências de facilitação de equipes, gestão de conflitos, coaching e gestão estratégica. Em 2016 entrou na K21 e desde então vem dedicando-se exclusivamente como Agile Expert e Trainer.

Artigos relacionados

Após terminar de ler o livro Ruído de Daniel Kahneman, decidi reler alguns clássicos que não olhava há algum tempo. Dentre eles, Rápido e Devagar do mesmo autor e Pensando em Sistemas de Daniela Meadows. Não pude deixar de perceber…

O Guia do Scrum fala sobre o refinamento do Product Backlog: “O Product Backlog é refinado conforme necessário” (p. 9). Todavia ele não descreve exatamente o que é o refinamento. Uma reunião, uma atividade, um processo. Neste artigo vamos jogar…

Marcos Garrido, Sócio-fundador e Trainer na K21

Existem muitas formas de organizar as métricas de seu produto / empresa. Aqui neste blog já escrevemos sobre as Métricas do Pirata, Fit For Purpose (F4P) e Métricas nas Quatro Áreas de Domínio da Agilidade. Todavia, agora, queremos falar sobre…

Após alguns anos desenvolvendo produtos e ajudando outras empresas a fazer tal, gostaria de listar com vocês alguns erros comuns que percebi ao longo dessa jornada. Olhando para as 4 Áreas de Domínio da Agilidade (Negócio, Cultural, Organizacional e Técnica)…