RH: como matar o seu setor em 5 passos

Este post não tem tags.

Compartilhe:

O RH pode ser um setor crucial para a sua empresa e você pode estar matando ele. Pensando nisso, resolvi trazer as 5 tendências para o não-futuro da área de Recursos Humanos.

É importante ressaltar que todos os tópicos são 100% baseados na minha experiência e num curso de futurologia que fiz numa revista velha, de 2005, enquanto aguardava na sala de espera do dentista.

É muito fácil, só tem que seguir os passos abaixo para matar o seu RH muito em breve.

5 passos para matar o seu RH

#1 Continue a chamar e tratar as pessoas como Recursos.  

Preciso de mais recursos este ano, a minha equipa tem que crescer! Afinal, não evoluímos, continuamos trabalhadores braçais ou lineares do século passado, porque claramente as motivações das pessoas em 2023 ainda são 100% extrínsecas. Basta ter uma bela estabilidade, uma mesa porreira, possibilidade de bônus no final do ano em que todos estaremos felizes e a trabalhar desenfreadamente. 

#2 Continue a esconder-se atrás de Normas e Políticas escritas ainda no século passado.

Sim, a maioria das normas e políticas atuais da sua empresa foram escritas ou no século passado, ou pensadas para controlar o trabalhador industrial. Sou capaz de apostar que a forma como reconhecemos e promovemos as pessoas tem como base uma cultura de controle dos recursos para que estes produzam mais, no menor tempo e com menor desperdício possível. Parabéns, continue a ser um mega gargalo!     

#3 Continue preocupado e a gastar horas com o planejamento da festa de fim de ano, reuniões sindicais, controle de férias, do dress code e todo e qualquer projeto ou serviço que não tenha como foco a criação de um ambiente de aprendizagem e melhoria constante dos seus colaboradores. 

Muitos RHs por aí adoram e orgulham-se de estarem extremamente ocupados com este tipo de tarefas e estas métricas de vaidade enchem a nossa área de Recursos Humanos de orgulho!

Conheça nosso treinamento de Gestão de Times de Alta Performance.

#4 Continue a avaliar os seus funcionários com processos tradicionais de Feedback e avaliação de desempenho anual

Sabe aquele dia maravilhoso do feedback anual, onde o Líder legitima aquela promoção do seu protegido e o mesmo dia em que ele está autorizado a meter o dedo na cara dos outros e apontar todo o seu desapontamento? Claro que o gestor, sendo líder, tem a capacidade de lembrar-se exatamente do que aconteceu há 11 meses, e assim jogamos fora toda e qualquer possibilidade de melhoria ao longo de 11 meses.

#5 Continue a trabalhar como sempre trabalhou 

Sim, vamos continuar a fazer como sempre fizemos, afinal de contas, a trabalhar desta forma é que chegamos até onde chegamos. Sensacional, agora o importante é manter o status quo.

Parabéns se você, de certa forma, identificou-se com QUALQUER um dos 5 passos acima na sua área de Pessoas! Aviso de amigo: comece a preocupar-se!

O futuro do setor de RH está na Agilidade. Se deseja se especializar em RH ágil, a K21 certamente será uma peça chave em seu desenvolvimento e transformação profissional. 

Sobre o autor(a)

Agile Expert e Trainer na K21

Andre Bocater Szeneszi é sócio na K21 e co-fundador da startup WBrain Agile People. Com uma longa trajetória empreendedora e também como HeadHunter, Andre é apaixonado por Pessoas e Cultura Ágil. Formou-se em Administração pela PUC-Rio e possui diversas especializações em Business, como: especialização em Finanças pela Pontifícia Universidad Católica de Buenos Aires, Gerenciamento Estratégico pela Universidad de Belgrano e Strategic Planning & Decision Making pela Berkeley. Atuou como professor da Pós-Administração da Fundação Getulio Vargas durante muitos anos e também ministra treinamentos de Cultura Ágil no Brasil, América Latina, Estados Unidos e Europa. É colunista da Revista Human em Portugal.

Artigos relacionados

Uma das principais habilidades que desenvolvemos enquanto consultores é a de fazer boas perguntas. Uma vez que as pessoas percebem o poder que tem uma boa pergunta, colocada ali na hora certa e que muda o destino de uma reunião,…

Há cerca de uma semana um estudo com um título bombástico tomou conta da web: “268% dos projetos que passaram a utilizar Métodos Ágeis pioraram e 56% passaram a falhar”, dizia o título. E ao ler o conteúdo, pareceu que…

A polêmica da semana é sobre o suspeitíssimo “estudo” afirmando que projetos com Agilidade teriam 268% mais chance de falhar.  Muito rapidamente os cavaleiros do apocalipse já se apropriaram do conteúdo para poder dizer que já sabiam! Claro que esse…

Oi time! Vamos conversar rapidinho sobre como podemos fazer nossas reuniões renderem mais sem deixar ninguém na corda bamba com a agenda lotada. Aqui vão algumas dicas pra gente manter o equilíbrio: A) Marcando as reuniões: 1) Checagem de Disponibilidade:…