RH: como matar o seu setor em 5 passos

Este post não tem tags.

Compartilhe:

O RH pode ser um setor crucial para a sua empresa e você pode estar matando ele. Pensando nisso, resolvi trazer as 5 tendências para o não-futuro da área de Recursos Humanos.

É importante ressaltar que todos os tópicos são 100% baseados na minha experiência e num curso de futurologia que fiz numa revista velha, de 2005, enquanto aguardava na sala de espera do dentista.

É muito fácil, só tem que seguir os passos abaixo para matar o seu RH muito em breve.

5 passos para matar o seu RH

#1 Continue a chamar e tratar as pessoas como Recursos.  

Preciso de mais recursos este ano, a minha equipa tem que crescer! Afinal, não evoluímos, continuamos trabalhadores braçais ou lineares do século passado, porque claramente as motivações das pessoas em 2023 ainda são 100% extrínsecas. Basta ter uma bela estabilidade, uma mesa porreira, possibilidade de bônus no final do ano em que todos estaremos felizes e a trabalhar desenfreadamente. 

#2 Continue a esconder-se atrás de Normas e Políticas escritas ainda no século passado.

Sim, a maioria das normas e políticas atuais da sua empresa foram escritas ou no século passado, ou pensadas para controlar o trabalhador industrial. Sou capaz de apostar que a forma como reconhecemos e promovemos as pessoas tem como base uma cultura de controle dos recursos para que estes produzam mais, no menor tempo e com menor desperdício possível. Parabéns, continue a ser um mega gargalo!     

#3 Continue preocupado e a gastar horas com o planejamento da festa de fim de ano, reuniões sindicais, controle de férias, do dress code e todo e qualquer projeto ou serviço que não tenha como foco a criação de um ambiente de aprendizagem e melhoria constante dos seus colaboradores. 

Muitos RHs por aí adoram e orgulham-se de estarem extremamente ocupados com este tipo de tarefas e estas métricas de vaidade enchem a nossa área de Recursos Humanos de orgulho!

Conheça nosso treinamento de Gestão de Times de Alta Performance.

#4 Continue a avaliar os seus funcionários com processos tradicionais de Feedback e avaliação de desempenho anual

Sabe aquele dia maravilhoso do feedback anual, onde o Líder legitima aquela promoção do seu protegido e o mesmo dia em que ele está autorizado a meter o dedo na cara dos outros e apontar todo o seu desapontamento? Claro que o gestor, sendo líder, tem a capacidade de lembrar-se exatamente do que aconteceu há 11 meses, e assim jogamos fora toda e qualquer possibilidade de melhoria ao longo de 11 meses.

#5 Continue a trabalhar como sempre trabalhou 

Sim, vamos continuar a fazer como sempre fizemos, afinal de contas, a trabalhar desta forma é que chegamos até onde chegamos. Sensacional, agora o importante é manter o status quo.

Parabéns se você, de certa forma, identificou-se com QUALQUER um dos 5 passos acima na sua área de Pessoas! Aviso de amigo: comece a preocupar-se!

O futuro do setor de RH está na Agilidade. Se deseja se especializar em RH ágil, a K21 certamente será uma peça chave em seu desenvolvimento e transformação profissional. 

Sobre o autor(a)

Agile Expert e Trainer na K21

Andre Bocater Szeneszi é sócio na K21 e co-fundador da startup WBrain Agile People. Com uma longa trajetória empreendedora e também como HeadHunter, Andre é apaixonado por Pessoas e Cultura Ágil. Formou-se em Administração pela PUC-Rio e possui diversas especializações em Business, como: especialização em Finanças pela Pontifícia Universidad Católica de Buenos Aires, Gerenciamento Estratégico pela Universidad de Belgrano e Strategic Planning & Decision Making pela Berkeley. Atuou como professor da Pós-Administração da Fundação Getulio Vargas durante muitos anos e também ministra treinamentos de Cultura Ágil no Brasil, América Latina, Estados Unidos e Europa. É colunista da Revista Human em Portugal.

Artigos relacionados

Após terminar de ler o livro Ruído de Daniel Kahneman, decidi reler alguns clássicos que não olhava há algum tempo. Dentre eles, Rápido e Devagar do mesmo autor e Pensando em Sistemas de Daniela Meadows. Não pude deixar de perceber…

O Guia do Scrum fala sobre o refinamento do Product Backlog: “O Product Backlog é refinado conforme necessário” (p. 9). Todavia ele não descreve exatamente o que é o refinamento. Uma reunião, uma atividade, um processo. Neste artigo vamos jogar…

Marcos Garrido, Sócio-fundador e Trainer na K21

Existem muitas formas de organizar as métricas de seu produto / empresa. Aqui neste blog já escrevemos sobre as Métricas do Pirata, Fit For Purpose (F4P) e Métricas nas Quatro Áreas de Domínio da Agilidade. Todavia, agora, queremos falar sobre…

Após alguns anos desenvolvendo produtos e ajudando outras empresas a fazer tal, gostaria de listar com vocês alguns erros comuns que percebi ao longo dessa jornada. Olhando para as 4 Áreas de Domínio da Agilidade (Negócio, Cultural, Organizacional e Técnica)…