A Mudança é necessária?

Este post não tem tags.

Compartilhe:

Você já passou por um momento na vida em que precisava de uma mudança, mas não tinha coragem?

Eu chutaria que a palavra mudança é uma das palavras mais temidas pelo ser Humano.

A Mudança dói

Esse medo é natural e falo por vivência. Já mudei de cidades várias vezes e tive a oportunidade de experimentar vários mercados. Cada emprego novo uma aventura e uma série de medos e incômodos rodeando essas mudanças de carreira.

Posso contar vários casos de mudança na minha vida, porém vou concentrar na mais recente:

Depois de 16 anos morando em Campo Grande MS, resolvi aceitar o convite da K21 para morar em SP trabalhando como Agile Coach.

No primeiro momento vem a dúvida: e aí, vou ou não?

Junto, a primeira resposta: Claro que não. Estou tão bem aqui em Campo Grande. Trabalho em uma das melhores empresas da cidade, tenho vários amigos, meu salário é bom, tenho casa própria, dentre outros.

Então pensei: E daqui a 10 anos, o que vou ter em Campo Grande? O que espero estar fazendo?

Estas duas perguntas me colocaram novamente no jogo pensando: Será que estou na minha zona de conforto?

Então lembrei de minha mãe que realizou várias mudanças, de emprego e cidade, para poder sustentar 3 filhos e custear 2 faculdades de medicina. Ela teve coragem de mudar para cidades onde não tinha telefone e nem energia (93 Vera/MT e 97 Novo Progresso/PA).

Logo veio à minha mente: Puxa, minha mãe realizou escolhas que mataram o conforto dela e da família em prol de um objetivo maior que era a formação dos filhos. E deu certo.

Ok, vim para SP. E sim, está gerando grandes dores e desconforto: estou passando 6 meses longe da minha esposa e filha, vendo elas 1 vez por mês. Dói muito toda vez que nos vemos e temos que nos separar, dói escolher um lugar para morar, dói parar vários “projetos” que tinha iniciado, dentre outras dores.

A questão principal é: se eu não sentir essas dores vou ter um futuro diferente e talvez melhor para minha família?

Reflexões

Agora refletindo um pouco sobre o lado corporativo: Empresas abertas à mudanças e empresas fechadas à mudanças. Qual delas terá um futuro diferente? Qual delas tem mais chances de ter um futuro melhor?

Insanity: doing the same thing over and over again and expecting different results. – Einstein

If you do not change direction, you may end up where you are heading. – Lao Tzu

Como está a sua organização:

  • Qual foi a última mudança significativa que aconteceu em sua organização?
  • Qual foi a última proposta de mudança que você apresentou para a empresa ser melhor?
  • Qual foi a última vez que você ajudou um colega a realizar grandes mudanças no processo empresarial?
  • O que você espera da empresa nos próximos 5 ou 10 anos?

Posso fazer várias perguntas, entretanto acredito que a mais importante seria: para você um futuro bem conhecido e mediano vale mais do que um futuro incerto porém grandioso?

Para quem tem interesse em mais informações sobre o processo de mudança recomendo os livros:

Sobre o autor(a)

Agile Expert e Trainer na K21

Agile Expert e Trainer na K21, Samuel é Engenheiro de Computação e Especialista em Engenharia de Sistemas. Descobriu ser apaixonado por trabalhar com pessoas, comunidades e cultural organizacional. Atuou em várias áreas destacando-se como professor universitário, analista em educação no Senac e até mesmo como empreendedor em startups, sempre aplicando conceitos de agilidade. Em 2013 mudou a carreira para atuar como Scrum Master, desenvolvendo competências de facilitação de equipes, gestão de conflitos, coaching e gestão estratégica. Em 2016 entrou na K21 e desde então vem dedicando-se exclusivamente como Agile Expert e Trainer.

Artigos relacionados

Uma das principais habilidades que desenvolvemos enquanto consultores é a de fazer boas perguntas. Uma vez que as pessoas percebem o poder que tem uma boa pergunta, colocada ali na hora certa e que muda o destino de uma reunião,…

Há cerca de uma semana um estudo com um título bombástico tomou conta da web: “268% dos projetos que passaram a utilizar Métodos Ágeis pioraram e 56% passaram a falhar”, dizia o título. E ao ler o conteúdo, pareceu que…

A polêmica da semana é sobre o suspeitíssimo “estudo” afirmando que projetos com Agilidade teriam 268% mais chance de falhar.  Muito rapidamente os cavaleiros do apocalipse já se apropriaram do conteúdo para poder dizer que já sabiam! Claro que esse…

Oi time! Vamos conversar rapidinho sobre como podemos fazer nossas reuniões renderem mais sem deixar ninguém na corda bamba com a agenda lotada. Aqui vão algumas dicas pra gente manter o equilíbrio: A) Marcando as reuniões: 1) Checagem de Disponibilidade:…